terça-feira, dezembro 26, 2006

272


Serra da Estrela, 2006Dez02

o melhor sítio para abandonar uma ceifeira-debulhadora é, obviamente, no alto de uma serra.

alta, de preferência.

terça-feira, dezembro 12, 2006

268


Estoril, 2006Nov

há qualquer coisa de apelativo na tremenda confusão de fios que nos escurece o céu.

quinta-feira, novembro 02, 2006

258


Porto, 2006Jul

à porta do museu do romantismo há um cartaz que proíbe terminantemente a tomada de imagens. em serralves, pode-se fotografar à vontade. se calhar por isso mesmo é que toda a gente sabe onde é serralves (e visita-o) e poucos de vós saberão onde é o museu do romantismo (que eu não visitei porque me irrita esta atitude tão portuguesa de proibir porque se pode).

terça-feira, outubro 17, 2006

quinta-feira, outubro 12, 2006

252


Porto, 2006Jul

apesar da ocasião ser muito pouco gay, um beijo enorme à minha comentadora mais fiel.

terça-feira, setembro 12, 2006

243


Mixões da Serra, 2006Jun10

a benção do gado já não é o que era, e os tradicionais bois que enchiam o terreiro em frente à igreja deram lugar a um número preocupante de cavalos e respectivos utilizadores.
preocupante pra quem se sujeita a ser pisado por um, claro.

terça-feira, agosto 22, 2006

quinta-feira, agosto 03, 2006

236


Tóquio, 2006Mai

e, em definitivo, acabou-se tóquio. custa-me mais a mim que a vocês, acreditem.

terça-feira, julho 18, 2006

quarta-feira, junho 28, 2006

227


Tóquio, 2006Abr

em cada piso, um anúncio: em tóquio há muito mais do que as lojas com montra para a rua. é uma bela metáfora do que é discreto, furtivo, secreto, inconspícuo ou, de qualquer outra forma, invisível a olhos ocidentais.

segunda-feira, junho 26, 2006

226


Yokohama, 2006Mai

um erro comum e grave é o de pensar que há alguma minúcia ou ironia em chamar a esta (e a outras) zona chinatown.